Joaquim Barbosa: A pressão das grandes bancas

A decisão da OAB-DF de colocar obstáculos à reativação da carteira de advogado do ex-presidente do STF Joaquim Barbosa ocorreu por pressão de figuras ilustres de algumas das bancas mais caras do país. Nas redes sociais, a OAB-DF se transformou em alvo de desaprovação por acusar o ex-ministro de falta de “idoneidade moral”

A decisão da OAB-DF de colocar obstáculos à reativação da carteira de advogado do ex-presidente do STF Joaquim Barbosa ocorreu por pressão de figuras ilustres de algumas das bancas mais caras do país. O pedido ficou parado quase dois meses na OAB. O ex-ministro entrou com o requerimento de registro na ordem assim que se aposentou, em agosto, mas ainda não obteve autorização. Ele alega notório saber jurídico para dispensar o exame da OAB, prática comum, para quem exerceu altos cargos na magistratura. O processo, no entanto, empacou. Barbosa sempre foi muito condenado pela classe pelos embates com advogados no plenário do STF…

 

O posicionamento da OAB gerou muitas críticas, especialmente entre integrantes do Ministério Público — onde Joaquim começou a carreira jurídica. Nas redes sociais, a OAB-DF se transformou em alvo de desaprovação por acusar o ex-ministro de falta de “idoneidade moral”. 

Fonte: Correio Braziliense. Por ANA MARIA CAMPOS e HELENA MADER

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s