MP exige o fim das regalias em visitas aos mensaleiros na Papuda

Familiares de presos da Penitenciária da Papuda se revoltaram com o tratamento diferenciado dado aos condenados do mensalão que cumprem pena no presídio

As Promotorias de Justiça de Execuções Penais do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) enviaram aos diretores dos presídios do DF recomendações sobre o estrito cumprimento dos dias e horários de visitação.
petralhas

Familiares de presos da Penitenciária da Papuda se revoltaram com o tratamento diferenciado dado aos condenados do mensalão que cumprem pena no presídio. O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, o deputado federal José Genoino (PT-SP) e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares receberam visitas de amigos e políticos várias vezes durante a última terça-feira (19/11).

Uma das ordem de serviço determina que o horário de visitas nos estabelecimentos prisionais seja das 9h às 15h, de forma ininterrupta, todas as quartas e quintas-feiras. Por dia só poderão entrar até quatro visitantes, sejam eles familiares ou amigos do interno. Ao longo da última terça-feira (19/11), pelo menos 14 pessoas estiveram com os três condenados.

A vantagem revoltou mães, filhas, esposas e amigas de presos que chegam com antecedência de um dia ou mais à porta da Papuda para garantir um bom lugar na fila da senha que é distribuída para liberação das visitas.

Na recomendação, o MPDFT destaca, ainda, que as normas da Subsecretaria do Sistema Penitenciário determinam que não será permitida a entrada para visitação de pessoas que estejam respondendo inquérito policial ou com condenação na Justiça, salvo com autorização expressa. Segundo o MPDFT a recomendação tem o objetivo de “assegurar o cumprimento ao princípio constitucional da isonomia no tratamento dos internos e visitantes do sistema prisional do Distrito Federal.”

É estabelecido também que todas as visitas sejam precedidas de revistas, feitas por meio mecânicos e/ou manuais.

Fonte: Correio Braziliense

 

O que estudar a um mês do Exame da OAB?

Especialistas dão a chave do sucesso sobre o que estudar no pouco tempo que sobra até o próximo Exame da OAB

Foi publicado nesta segunda-feira o edital do XII Exame da Ordem que marca a abertura das inscrições para a próxima prova, no dia 15 de dezembro. Com pouco mais de um mês para o próximo Exame da OAB, muitos candidatos entram em desespero sem saber que direção tomar nos estudos. Nesta hora, a orientação de professores e especialistas na prova é fundamental. Quando há 16 áreas do Direito para estudar, entender no que vale mais a pena concentrar esforços pode ser a diferença entre a reprovação e a aprovação. “Há disciplinas muito extensas que são pouco cobradas e outras, mais enxutas, que têm uma alta incidência de questões no Exame da OAB”, explica o CEO da Consilia Cursos, Prof. Diniz Raposo.

Consilia-OabTempo-4-11-2 %281%29

Pensando nisso, a Consilia Cursos realizou um levantamento estatístico para analisar os itens mais cobrados no histórico de provas objetivas do Exame da Ordem Unificado. Os dados apontam, por exemplo, que a disciplina de Ética e Estatuto da OAB é responsável, sozinha por 10% da prova. Baseada nestes dados, a Consilia Cursos promoverá entre os dias 4 e 13 de novembro o Teste OAB com o objetivo de auxiliar os formandos e bacharéis em Direito a saberem exatamente onde focar sua atenção nesta reta final. “Ainda há tempo para preparação, desde que ela seja focada, pois o candidato não tem tempo a perder”, acrescenta o Prof. Diniz Raposo.

 Durante o período de inscrições do XII Exame da OAB, os candidatos à prova poderão fazer o Teste OAB gratuitamente. Basta acessar o portal:simuladooab.consiliacursos.com.br e inscrever-se.

 O teste é online e possui a mesma quantidade de perguntas do exame real (80 questões) e pode ser feito a qualquer hora e local, desde que o candidato esteja conectado à internet.

Sobre a Consilia Cursos

A Consilia Cursos é uma empresa do segmento de educação a distância especializada em cursos jurídicos preparatórios. Por acreditar em conceitos como a heutagogia (autogestão do aprendizado) e corresponsabilidade, a empresa desenvolveu sua própria metodologia de ensino. Ela permite ao estudante acessar o conteúdo multimídia (audiolivros, textos, imagens, vídeos), de diferentes dispositivos (smartphones, tablets, desktops e notebooks), 24 horas por dia. Além disso, reúne conteúdo de qualidade (todos os professores são mestres ou doutores), exercícios selecionados por especialistas, glossários, hiperlinks, testes e recursos que possibilitam esclarecimento de dúvidas para que o estudante realize todo ciclo de aprendizagem sem precisar sair da plataforma online.

Serviço:

Teste OAB

Período de realização online: 04/11 a 13/11

Inscrições podem ser feitas pelo

site: http://simuladooab.consiliacursos.com.br/